Recém-formado: veja 9 dicas para conseguir um emprego!

Você termina a faculdade e tudo o que quer é colocar em prática o que aprendeu. Para transformar toda a teoria em realidade, porém, é preciso conseguir um emprego na sua área. O que pode acabar acontecendo (e infelizmente é mais comum do que você imagina), é de o recém-formado encontrar dificuldades para ingressar no mercado.

A escassez de oportunidades e a falta de experiência no ramo são as principais causadoras dessa angústia. Mas nada de se frustrar antes da hora, ok? Lembre-se de que essa é mais uma etapa da vida que, tomando as atitudes certas, pode ser superada sem tantas dificuldades.

Para começar, acompanhe o post de hoje e confira 9 dicas valiosas para tornar esse processo mais fácil e ter sucesso na busca pelo primeiro emprego após a formatura!

É difícil conseguir um emprego logo depois de se formar?

Para algumas pessoas pode ser mais difícil que para outras. Isso porque são muitos os fatores envolvidos. Se você participou de empresas juniores, monitorias, estágios ou se empreendeu na faculdade, por exemplo, pode ter mais facilidade. De forma geral, no entanto, só o diploma não é garantia de vaga no disputadíssimo mercado de trabalho de hoje.

Faça as contas: quantas pessoas vão se formar no seu curso, junto com você? Todos os anos, essa mesma quantidade de profissionais entra no mercado! É claro que tudo se renova e só quem é mais dedicado consegue se firmar. Mas acontece que, sem se diferenciar, você pode encontrar dificuldades até para ser chamado para uma entrevista.

Vamos pensar pelo lado bom… Os postos de trabalho efetivamente existem. Então, você tem chances! Para chegar lá, basta conhecer alguns segredos para ganhar destaque frente à concorrência, ser chamado para participar dos processos seletivos e conquistar os recrutadores. Quer saber como?

Como é possível tornar a conquista do emprego mais fácil?

O segredo está em criar uma estratégia para procurar e lançar seu nome no mercado, sem perder o foco. Para facilitar, levantamos aqui 9 dicas muito úteis que podem ajudá-lo nisso. Confira!

1. Assuma que tem pouca experiência

Essa é uma dica bem prática e que realmente funciona. Na hora de fazer seu currículo, nada de florear, enchendo-o de páginas que só vão cansar o recrutador. O ideal é apostar na praticidade, incluindo ali só o que interessa. Falar muito sem dizer nada definitivamente não é uma boa sacada.

Assuma que você tem pouca experiência. Seja sucinto e foque nos cursos extras que realizou, na sua participação em monitorias, em projetos de voluntariado ou em empresas juniores, por exemplo. Tudo isso é muito bem-visto e pode ajudá-lo bastante, de forma sincera e direta.

2. Foque no desejo de aprender

Deixe claro que você quer aprender, adquirir experiência e colocar em prática todas as teorias que aprendeu em sala de aula. Pode ser que algumas empresas não levem isso em consideração, mas acredite: as melhores, aquelas que estão dispostas a incorporá-lo ao time, com certeza vão gostar de ver que você está aberto ao aprendizado.

3. Prepare um bom currículo

Mesmo sem colocar informações desnecessárias, você pode fazer um ótimo currículo, que seja atrativo para os recrutadores. Para isso, ele deve reunir algumas características básicas. Confira!

Simplicidade

Nada de informações em excesso. Números de documentos e afins só são úteis depois da contratação efetivada. Também não precisa encher seu currículo de cores. Preto e branco já é suficiente. Se quiser usar um modelo diferente, procure um que seja mais sóbrio. Isso, claro, a não ser que sua área valorize a criatividade, como no caso do mercado de design gráfico.

Objetividade

Você tem experiência? Coloque no currículo apenas aquelas que agregam valor profissional e podem contribuir para sua empregabilidade. Insira só o que for relevante para, na entrevista, deixar claro que tem outras experiências, mas que as deixou de fora porque foram curtas ou porque não se relacionam tão diretamente com sua área de formação.

Sinceridade

Insira os cursos extracurriculares que fez e eventuais participações em projetos importantes, mas não minta nem aumente nada. Acredite: na hora da entrevista, uma simples pergunta pode deixar claro que você não foi tão verdadeiro, derrubando sua credibilidade.

4. Mantenha contato com seus professores

Com experiência fora da área acadêmica, muitos professores conhecem outros profissionais e empresas. Como você deve imaginar, uma indicação pode ser importante para seu currículo ser visto entre os diversos outros. Claro que isso não garante vaga, mas pelo menos dá a você a chance de mostrar seu potencial em uma entrevista, concorda?

5. Peça ajuda ao seu network

Colegas de faculdade, amigos de redes sociais (especialmente do LinkedIn, que é voltado para o universo profissional) e ex-colegas de trabalho podem indicar vagas em aberto e oportunidades bem bacanas. Não se envergonhe de pedir ajuda!

Explique para todo mundo que está procurando sua primeira colocação como recém-formado e peça indicações de vagas, pergunte sobre processos seletivos em aberto na sua área e se abra para receber dicas.

6. Aproxime-se de quem trabalha na área

Sabe aqueles nomes de referência no seu segmento? Comece a segui-los nas redes sociais! Geralmente, essas pessoas exercem influência digital, acabando por atrair outros profissionais do mesmo ramo. Assim, você pratica networking e, mesmo sem uma vaga para chamar de sua, conhece gente que pode publicar informações sobre oportunidades.

7. Inscreva-se em programas de estágio e trainee

Muitas empresas grandes oferecem programas anuais de seleção para estagiários e trainees. E elas já sabem muito bem o que querem: profissionais sem experiência, mas com ótima formação, sede de aprender e grande potencial.

O melhor é que a maioria dessas vagas abre portas para crescer dentro das empresas, construindo uma carreira sólida. Procure nos mecanismos de busca e, se preciso, anote as datas previstas para o início desses programas. Assim, você não perde oportunidades.

8. Não espere pelo emprego ideal

Você encontrou uma vaga, mas não é naquela empresa onde sempre sonhou trabalhar? Por que não tentar? Mostrar-se para o mercado é sempre uma boa ideia. Quem sabe não vai ser ali que você vai conhecer gente de outras companhias e ampliar suas chances de crescimento?

Além disso, precisamos lembrar que um primeiro emprego quebra aquela barreira da falta de experiência, facilitando que encontre novas colocações no futuro.

9. Engate uma pós-graduação

Dar continuidade aos estudos mostra que você está sempre procurando se aprimorar. Não deixe para fazer uma pós-graduação anos depois! Aproveite o espacinho de tempo deixado na sua agenda (e no seu orçamento) pela faculdade.

Pesquise e descubra qual é a pós-graduação mais valorizada no seu ramo, porque só o ingresso nesse contexto já pode ajudar a abrir algumas portas, mesmo antes da conclusão do curso.

Pode ter certeza: seguindo essas dicas, ficará bem mais fácil conseguir um emprego e fazer sua carreira profissional decolar. Pronto para essa jornada?

Antes, porém, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais. Quem sabe você não recebe o feedback de alguém da área e começa a fortalecer sua rede de contatos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This