Quer desistir da faculdade? Confira 6 motivos para não fazer isso!

Algumas dificuldades rotineiras durante o percurso acadêmico trazem consigo uma boa dose de desânimo, que leva até a uma vontadezinha de desistir da faculdade, não é mesmo? Essa vontade pode até bater, mas tem que ir embora com a mesma facilidade, combinado?

Na prática, porém, não são poucos os estudantes que abandonam seus cursos devido às adversidades, muitas vezes causadas por pura falta de preparo para a vida acadêmica. Alguns exemplos dos motivos que levam à desistência da graduação incluem problemas financeiros, falta de interesse pelo curso escolhido e a não adaptação à instituição de ensino.

Mas pense bem: desistir de um curso superior significa abrir mão de uma trajetória que pode trazer benefícios inigualáveis para sua vida, como sucesso profissional, independência financeira e, claro, satisfação pessoal. Acha que vale mesmo a pena deixar alguns contratempos minarem essas possibilidades? Fique de olho para tirar suas próprias conclusões!

Por que muitos desistem?

No ambiente acadêmico, as principais causas de desistência costumam ser condicionadas pelas próprias escolhas feitas pelos estudantes — desde o momento em que decidem iniciar uma faculdade até quando resolvem desistir. Em geral, tudo se resume à falta de planejamento.

Um exemplo de não planejamento pode ser visto na falta de interesse pelo curso, porque, na maioria das vezes, a escolha é feita sem conhecimento prévio da profissão, definida sem a devida orientação vocacional. Alguns vestibulandos tomam como base só os salários oferecidos pelo mercado de trabalho ou, muitas vezes, dão prioridade ao prestígio social que determinada área oferece. Mas é fácil entender que esse não é o caminho ideal, certo?

Outro motivo crucial para essa tomada de decisão envolve a falta de recursos financeiros, o que impede o prosseguimento do curso. Se você acha que esse pode vir a ser seu maior problema, saiba desde já: existem muitas formas de auxílio financeiro oferecido tanto pelo governo quanto pelas próprias faculdades, certo?

No fim das contas, o que você tem que entender é que algumas decisões são essenciais para a permanência na faculdade. Por isso, ao escolher um curso superior, procure fazer testes vocacionais e conhecer a área de atuação profissional antes de qualquer outra coisa. Se passar por dificuldades financeiras, procure por financiamentos e programas de auxílio estudantil para não ter que interromper o seu sonho.

Por que não desistir?

Dinâmico, o mercado de trabalho está em constante transformação. Diante disso, o trabalhador precisa assumir um papel determinante na condução e no desenvolvimento da sua própria carreira. O profissional tem que se adaptar a esse novo cenário mercadológico, cabendo a ele a busca por qualificação e a determinação do destino de sua profissão.

Construir uma carreira consolidada, impor-se diante do mercado de trabalho, ter independência e estabilidade financeira, desenvolver-se pessoal e profissionalmente, além de ainda alcançar sucesso e a autorrealização: esses são motivos ímpares para ninguém sequer pensar em desistir de concluir o ensino superior.

Pensando em tudo isso, vamos listar a seguir 6 motivos para que você não desista dos seus sonhos. Acompanhe!

1. Valorização pelo mercado

A formação em uma faculdade proporciona certas particularidades ao profissional, como uma valorização imediata pelo mercado. A qualificação do trabalhador por meio de um curso superior é determinante para ele se impor perante o mercado, que está cada vez mais exigente e competitivo, conquistando, assim, melhores colocações.

As exigências mercadológicas são decorrentes de um avanço tecnológico contínuo, que demanda profissionais preparados, com conhecimentos qualificados e sólidos, para atuarem de forma competente em suas respectivas áreas de atuação.

Pode acreditar: o curso superior é o primeiro passo para você conseguir ocupar melhores cargos e ter salários mais altos. Mas todo preparo é importante, ok? Afinal, quanto mais qualificação o profissional obtém por meio de cursos de pós-graduação, especializações e capacitações extracurriculares, melhor é o seu posicionamento.

O que você deve ter sempre em mente é que as boas oportunidades de emprego estão mais favoráveis para quem investe nos estudos. Por isso, é determinante para o profissional conquistar um curso superior para se valorizar e ingressar de maneira efetiva no mercado de trabalho.

2. Carreira de sucesso

Atualmente, a ideia que temos de carreira nada mais é do que um caminho trilhado na vida do profissional, construído a partir de todos os empregos e as atividades desempenhadas ao longo de sua trajetória. No entanto, uma carreira de sucesso demanda mais proatividade, com a tomada de iniciativas efetivas para alcançar seus objetivos.

Nesse sentido, a qualificação profissional por meio de um curso superior se torna um grande diferencial. É sim o melhor caminho para alcançar o sucesso! A formação em um curso superior proporciona experiências que agregam conhecimentos e valores para qualquer carreira.

Além do mais, na faculdade, o futuro profissional tem uma visão mais ampla sobre sua área de atuação e o mercado de trabalho e consegue enxergar melhor as possibilidades de crescimento dentro da carreira.

O leque de oportunidades que se abrirá em decorrência de uma capacitação superior agrega uma boa bagagem de conhecimentos e trabalhos, o que incidirá diretamente na sua carreira. Paralelamente a isso, a conquista do tão cobiçado sucesso chega como consequência natural. Não parece ideal?

3. Preparação para concursos públicos

Conquistar estabilidade somada aos demais benefícios do funcionalismo público é o sonho de grande parte das pessoas. Mas sabemos o quanto os concursos são concorridos. Portanto, a probabilidade de passar em um processo desses é baixa, e depende de dedicação exaustiva aos estudos para garantir um bom desempenho no dia da prova.

Nessa corrida por uma vaga entre os cargos públicos, os candidatos com diploma de ensino superior saem na frente com uma boa vantagem sobre seus concorrentes. Nesse sentido, a graduação ajuda tanto na extensão dos conhecimentos gerais, quanto no domínio de temas específicos de determinada área. Além disso, dependendo do concurso, cada título adquirido — graduação, especialização, mestrado e doutorado — pode contar como pontos extras.

Então, o grau universitário não só abre mais portas no mercado de trabalho, como também aumenta suas chances de ocupar as melhores vagas públicas e, por consequência, obter ótimos salários e benefícios.

4. Retorno a longo prazo

As recompensas pelos anos dedicados à faculdade podem demorar a chegar. É preciso ter uma boa dose de paciência e entender que tudo tem sua hora certa. Fazer um curso superior, bem como uma pós-graduação, é um investimento inteligente de tempo e de dinheiro, mas que é feito a longo prazo.

Procure trabalhar a sua mente para essa compreensão. Não pense que uma carreira bem-sucedida — com boas oportunidades e altos salários — é construída de um dia para o outro, assim que você encerra a graduação.

O desenvolvimento profissional requer mais do que o diploma. Para traçar um caminho de sucesso, também é preciso adquirir experiências, estabelecer uma rede forte de contatos, aperfeiçoar habilidades constantemente, entre outras ações. E tudo isso você já pode e deve começar a fazer durante o curso.

Não desistir da faculdade é manter o foco no futuro. Mas enquanto você percorre essa jornada, aproveite tudo o que ela tem de bom. Perceba as transformações que já ocorrem na sua mente e observe os reflexos positivos dos estudos na sua vida como um todo.

5. Diferentes recursos para o seu crescimento

Conforme acabamos de sinalizar, faça bom proveito de todos os ganhos que você pode ter durante a faculdade. Desfrute dos diversos recursos e vantagens que a instituição oferece e não se limite ao aprendizado básico em sala de aula.

Saiba que há muito mais a explorar e se você realizar diferentes experiências talvez se sinta mais motivado para prosseguir com os estudos. Sendo assim, participe de projetos extracurriculares, como:

Esses são excelentes meios para fortalecer o seu compromisso com o curso e aumentar as possibilidades de crescimento além, é claro, de conhecer e se inspirar em outras pessoas engajadas com seus propósitos acadêmicos.

6. Desenvolvimento pessoal

Quando falamos em desenvolvimento pessoal, estamos nos referindo a aspectos subjetivos, como autoconhecimento, confiança, responsabilidade e independência. Sejam quais forem, no entanto, todos estão direcionados para a busca do melhoramento como pessoa e como profissional.

Nessa perspectiva, o curso superior abre a mente dos estudantes, que, ao vivenciarem uma faculdade, passam por um processo evolutivo, com inclusão de conhecimentos que influenciam diretamente o seu desenvolvimento.

Cursar uma faculdade possibilita o desenvolvimento pessoal por meio da capacitação intelectual, que por sua vez desenvolve confiança, responsabilidade e independência. Além disso, a vida universitária possibilita a criação de vínculos e a oportunidade de ampliação de contatos, o que fortalece aspectos de sociabilidade.

As vivências em sala de aula e o contato com professores e colegas de curso impulsionam os relacionamentos interpessoais e a troca de experiências. Um dos efeitos é o desenvolvimento de um senso de coletividade e afirmação, que são aspectos fundamentais para a vida pessoal e também para o caminho profissional.

O desenvolvimento de características como confiança, formação de opinião própria e tomada de decisão auxiliam os estudantes no ingresso ao mercado de trabalho, além de serem habilidades profissionais importantes para alavancar sua carreira!

Como manter a motivação e não desistir da faculdade?

Na teoria, são inúmeros motivos para você não desistir da faculdade, mas sabemos que, na prática, também há fatores individuais envolvidos, que podem dificultar ainda mais a persistência nesse caminho. No entanto, evite se apegar apenas aos obstáculos do trajeto. Olhe lá na frente e lembre-se das recompensas que virão!

Outra dica para manter a motivação é entrar em contato com a realidade da profissão. Para isso, comece a fazer estágios não obrigatórios desde os primeiros semestres. São boas oportunidades para conhecer profissionais experientes na área.

Conversar com estudantes dos últimos anos é outra atitude que pode ajudar você a não desistir da faculdade. Eles também passaram por dificuldades e certamente, em algum momento, foram invadidos pela vontade de abandonar tudo, mas conseguiram permanecer no curso.

Por fim, você deve refletir bem antes de trancar a matrícula, porque essa ação envolve um sério risco de arrependimento. Imagine daqui a alguns anos, seus colegas já formados e você ainda na metade do caminho, pensando que já deveria ter encerrado essa etapa há tempos!

Como você pôde ver ao longo do post, para alcançar o sucesso profissional, é de suma importância se preparar, se qualificar e buscar constantemente o aperfeiçoamento. Em um contexto de intensas competições e exigências, a formação em um curso superior pode ampliar as oportunidades no mercado de trabalho ou até mesmo assegurar uma promoção em seu emprego atual.

Por essas e outras, caso passe por sua cabeça desistir da faculdade, pare por um minuto e avalie melhor as causas e consequências dessa desistência. Procure por uma forma de dar continuidade nos estudos e lembre-se: qualquer dificuldade será apenas uma lembrança quando você conquistar seu lugar no mercado de trabalho e alcançar o sucesso pessoal e profissional que tanto sonhou!

E então, gostou dos motivos que listamos para você não desistir da faculdade? Além de refletir sobre o assunto, divulgue esse conteúdo para que seus colegas também não interrompam o sonho de conquistar o diploma. Basta compartilhar nosso post nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This