Qual profissão escolher: conheça 5 erros que podem te atrapalhar

Tudo bem que hoje em dia é mais fácil mudar de carreira, fazendo uma segunda graduação. Mas não se engane: essa facilidade não diminui a importância de escolher com cuidado, desde a primeira vez, a área que você pretende estudar pelo menos pelos próximos anos! Além disso, lembre-se: fazer uma boa opção na primeira tentativa pode significar não ter que fazer outra no futuro.

É claro que você vai encontrar por aí muitas dicas sobre o que fazer nesse momento, mas hoje vamos tentar uma abordagem diferente. Que tal aprender o que você não deve fazer? Preparamos aqui uma lista de erros que muitos estudantes cometem ao pensar em qual profissão escolher. Confira nossas dicas e se prepare para um futuro brilhante!

1. Seguir opiniões de amigos e parentes

É claro que seus amigos e seus pais só querem ajudar, mas quem disse que eles realmente sabem o que é melhor para você? No caso dos amigos, a maioria provavelmente está tão perdida quanto você nesse momento. Assim, a menos que um ou outro já tenha feito faculdade, eles provavelmente também não sabem qual profissão escolher. Não são exatamente fontes confiáveis de informação, certo?

Em relação a seus pais e parentes, existe uma possibilidade razoável de que eles projetem suas esperanças em você. Mas aí é que vem o detalhe: você não pode viver pelas expectativas dos outros! O ideal é que olhe para dentro de si mesmo a fim de achar a resposta certa — o que, aliás, nos leva ao segundo erro.

Antes, porém, cuidado para não achar que estamos recomendando ignorar os conselhos de pessoas importantes da sua vida, ok? Não é nada disso! Só queremos avisar que você não deve estudar Direito ou Engenharia simplesmente porque é isso que seus pais querem. Corra atrás dos seus próprios sonhos!

2. Negligenciar o autoconhecimento

Fica muito difícil definir uma profissão se você não sabe a fundo quais são seus gostos, suas preferências e metas, seus pontos fortes, suas fraquezas e assim por diante. Daí é fácil entender que um dos erros de quem vai definir um curso superior para estudar é olhar demais para fora e não o suficiente para dentro.

Imagine por um instante que você realmente passará toda a sua vida nessa profissão. Vai querer arriscar uma vida profissional infeliz porque escolheu um curso que não tem nada a ver com você? A solução está no autoconhecimento. Você pode começar agora mesmo, sem gastar nada, acredita? Pense sobre:

  • as melhores e piores matérias que cursou durante o Ensino Médio;
  • os assuntos sobre os quais você mais gosta de aprender;
  • o que faz para se distrair quando está entediado;
  • a profissão que sonhava em ter quando era criança;
  • como você gostaria de poder ajudar o mundo a ser um lugar melhor;
  • o estilo de vida dos seus sonhos.

Lembre-se de que não existem respostas certas ou erradas, já que cada pessoa é de um jeito. E é claro que essas particularidades se refletem nas escolhas profissionais de cada um!

3. Confiar totalmente em testes vocacionais

Quando falamos sobre a importância do autoconhecimento, você provavelmente se lembrou dos testes vocacionais, não é verdade? Por mais que esses testes prometam apontar exatamente quais são as profissões ideais para uma pessoa, aquelas para as quais se tem vocação, a prática pode não atender exatamente a essa expectativa.

O teste vocacional é sim uma ferramenta interessante para provocar algumas reflexões e apresentar um ponto de partida. No entanto, é preciso ter cuidado para não ficar limitado a ele, acreditando totalmente nos resultados apresentados! Leve em conta, mas não confie cegamente, combinado?

4. Deixar de pesquisar sobre o curso

Um dos principais motivos pelos quais muitos jovens eventualmente entram em crise profissional está na descoberta de que a área escolhida não tem nada a ver com o que eles imaginavam. Nesse caso, o problema não está no curso em si. Na verdade, faltou fazer uma boa pesquisa antes de definir a profissão a seguir.

A maioria das pessoas acredita, por exemplo, que cursos como Física, Química e Biologia são totalmente práticos. Na realidade, existe bastante teoria! Há também quem acredite que cursos como Letras e Matemática são parecidos com o que é visto no Ensino Médio. Só que, na hora da verdade, grande parte dos assuntos é completamente nova! Assim como essas, existem muitas outras concepções erradas por aí.

Felizmente, esse é um problema de fácil correção. Como as instituições de ensino superior são bastante receptivas, você pode conhecer de perto os cursos antes de tomar uma decisão! Converse com professores, conheça a grade curricular, descubra quais são as atividades extracurriculares disponíveis, tudo para tirar suas dúvidas antes de chegar o momento do vestibular ou da matrícula.

Ainda nesse tópico, não esqueça: o mesmo curso pode ser bem diferente de acordo a instituição de ensino escolhida. Por essas e outras, pesquisar sobre a universidade é tão importante quanto pesquisar sobre o curso!

5. Ignorar a situação do mercado

Conhecer bem o curso é um excelente primeiro passo, mas não é o suficiente. Afinal, existe outro erro grave relacionado à falta de informação: não conhecer o mercado de trabalho. Pense bem: você pode até encontrar um curso maravilhoso e achar que essa é a profissão certa, mas o que vai acontecer se, no mercado de trabalho, essa área não tiver demanda? Afinal, o principal motivo para buscar uma educação superior é conquistar melhores oportunidades de carreira, certo?

Para saber quais profissões estão com alta demanda hoje e quais são as profissões do futuro, você precisa acompanhar pesquisas e estudos. Sabia que todos os anos surgem listas com as áreas mais aquecidas do mercado de trabalho? Leve essa informação em conta na hora de definir qual profissão escolher!

Por fim, temos um último recado: nenhuma informação isolada é segura para definir o curso certo! Então busque em fontes diferentes: a opinião de pais e amigos, a visão que tem de si mesmo, as informações sobre o próprio curso, sobre o mercado de trabalho e sobre o que mais achar relevante. Quanto mais perspectivas você reúne, maiores são suas chances de escolher a profissão ideal!

Agora que você já conhece os principais erros que não pode cometer para definir qual profissão escolher, que tal colocar a mão na massa? Entre no site da UniNorte e conheça nossos cursos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This