Músicas para estudar: descubra os estilos mais recomendados

Manter a concentração na hora dos estudos é fundamental. Afinal de contas, quanto mais focado você estiver, maior será a absorção dos conteúdos. Para esse processo ficar ainda mais eficiente (e, por que não, agradável) que tal acrescentar uma trilha sonora? É isso mesmo: usar músicas para estudar pode ser uma ótima ideia!

O ideal, porém, é que as músicas para estudo sejam diferentes daquelas que você escuta na balada. Lembre-se: cada estilo musical tem um propósito e uma energia própria. Mas então o que escutar? Acompanhe a partir de agora nossas sugestões de gêneros musicais para você ouvir enquanto estuda!

A importância da concentração nos estudos

Como comentamos ali na introdução, a concentração faz toda a diferença para a absorção do que é estudado. Isso porque, na prática, nossa mente tem uma tendência natural de se dispersar. Afinal, o cérebro é capaz de processar uma quantidade gigantesca de informações ao mesmo tempo, pulando de uma para outra com facilidade.

Esses dados vêm de todas as partes, sejam informações visuais, sonoras ou olfativas, além de memórias e projeções futuras, todas sendo mais que capazes de nos distrair. É extremamente válido, portanto, usar recursos que ajudem a reduzir essa poluição, ao mesmo tempo em que ajudam a prestar mais atenção no que estamos dispostos a fazer naquele momento.

Para diminuir a enxurrada de informações visuais, por exemplo, você pode se deslocar a uma sala tranquila e vazia. Porém, como sabemos, ainda assim pode não ser tão fácil se concentrar. Aí entra a música!

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Caen, na França, alunos que estudaram matemática ouvindo música clássica tiveram um desempenho 12% melhor em comparação aos que não ouviram música durante seus estudos. Bem impressionante, não? O que acha de entrar para essa estatística?

Continue lendo para saber mais sobre as vantagens de usar músicas para estudar!

Os benefícios de usar músicas para estudar

Redução do estresse

Quando estamos agitados, estudar para uma prova é um verdadeiro martírio, não é mesmo? Intuitivamente sabemos, portanto, que precisamos estar confortáveis e calmos para tirar o melhor proveito possível dos estudos. A boa notícia é que certos estilos musicais contribuem naturalmente para reduzir o estresse e a agitação, controlando o nervosismo de forma a fazê-lo realmente focar no conteúdo.

Diminuição de interferências

Como comentamos anteriormente, vivemos em um mundo de muitas interferências externas. Ao estudar com música, especialmente usando fones de ouvido, essas interrupções e distrações passam a ser menos percebidas. Com isso, o desempenho melhora naturalmente, proporcionando mais foco e atenção.

Aumento da concentração

Não é segredo para ninguém que o cérebro humano tem uma alta capacidade de adaptação. Por isso, dependendo dos estímulos recebidos, ele consegue emitir diferentes tipos de ondas.

Quando estamos em um contexto que exige agilidade e interação, produzimos ondas beta, que são mais agitadas. Já em situações de relaxamento e vigília, aquele estado que antecede o sono, emitimos ondas alfa, que são mais lentas e proporcionam maior aprendizado. O interessante é que o estado alfa pode ser induzido por certos tipos de músicas, como a música barroca ou a música clássica.

Estímulo à imaginação

Muitas atividades de estudo exigem habilidades como resolução de problemas e interpretação de textos e questões. Ao ouvir música, nossa imaginação é estimulada, aumentando nossa capacidade de desempenhar tais tarefas.

Os melhores estilos para ouvir enquanto estuda

Clássico

Esse tipo de música nos induz rapidamente a estados mentais de maior relaxamento e concentração, ajudando a estudar por mais tempo e com maior retenção de conteúdo. As composições do período barroco são muito indicadas para esse fim. Já conhece As 4 estações, de Vivaldi, e Música aquática, de Handel? Bach também é uma ótima pedida, assim como Mozart e Beethoven.

Jazz

Esse estilo também tem muitas músicas instrumentais, o que facilita a concentração. Algumas sugestões de artistas para você testar são Miles Davis, John Coltrane e Thelonious Monk.

Concentração

Existem atualmente compositores que se dedicam a criar músicas especialmente para concentração, com a proposta de estimular a região do cérebro responsável pela memorização. Pesquise por músicas para concentração no YouTube ou no Spotify para encontrar algumas playlists!

Natureza

Os sons da natureza sempre foram úteis para acalmar as pessoas. No caso dos estudos, são especialmente interessantes para aqueles dias em que você se sente ansioso ou estressado, porque ajudam a entrar em um estado de maior relaxamento.

Ambiente

Como o próprio nome já diz, a música ambiente cria um clima leve e calmo, indicado para se debruçar sobre os livros. Experimente conhecer artistas como Aphex Twin e Brian Eno! Se você achar difícil se concentrar com outros estilos, essa pode ser uma ótima opção. Acredite: em alguns momentos, você até esquece que está ouvindo música.

Os cuidados a tomar

Inclinação musical

Para quem toca algum instrumento ou entende bastante de música, essa prática pode acabar atrapalhando em vez de ajudar. Afinal, algumas pessoas com inclinação musical tendem a prestar mais atenção nos detalhes das canções que nos conteúdos estudados.

Volume alto

É praticamente senso comum que se concentrar com música alta é extremamente difícil. Na dúvida, deixe o volume bem baixinho, mesmo que você quase não ouça o que está sendo tocado. A verdade é que o cérebro capta a vibração da música mesmo que nossos ouvidos não ouçam claramente. Assim, colocar o volume no mínimo faz praticamente o mesmo efeito!

Músicas agitadas

Se a música é muito agitada, o cérebro entra em estado alfa. Entenda: enquanto esse estado é importante para tarefas que exigem mais energia e velocidade, pode ser prejudicial para os estudos. Portanto, fique sempre com as músicas tranquilas na hora de estudar, combinado?

Podemos concluir, assim, que usar músicas para estudar ajuda a aumentar a concentração e os resultados, desde que você faça da maneira certa e tome alguns cuidados. O mais importante agora é experimentar essa tática por conta própria e ver se ela se encaixa nos seus momentos de aprendizado!

Mas e então, gostou das nossas sugestões de músicas para estudar? Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais para contribuir com os estudos de seus amigos!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This