Metodologias de ensino: qual é o melhor tipo de curso para você?​

Não há dúvidas de que ingressar em uma faculdade é uma escolha que pode mudar a sua vida. Independentemente do curso escolhido, essa experiência proporciona o contato com novas pessoas e oportunidades, capazes de alavancar o seu futuro profissional.

Hoje em dia, para facilitar o acesso dos alunos aos cursos superiores, as instituições de ensino contam com diversos tipos de metodologias de ensino e de cursos que vão ao encontro das reais necessidades dos educandos.

Com o advento da tecnologia, o surgimento da modalidade de educação a distância (EAD) e do ensino híbrido, hoje você pode optar por cursos presenciais ou a distância. Quem sabe ainda uma mistura do melhor das duas opções?

Quer saber quais são as opções de metodologias de ensino e escolher a que mais se encaixa em seu estilo? Então, continue acompanhando!

A metodologia presencial

O curso presencial é o mais tradicional entre os tipos de metodologias de ensino. Nessa modalidade, o professor assume um papel fundamental no processo ensino-aprendizagem: ele é o principal transmissor do conhecimento.

Para que as aulas aconteçam, aluno e professor se encontram no mesmo local e em horários fixos, que respeitam um turno — matutino, vespertino ou noturno.

Vantagens

O contato direto entre alunos e professores proporciona uma valiosa troca de conhecimentos, ideias e vivências. Muitos consideram esse contato uma das principais formas de aprendizagem, seja por meio de debates, seja pelo compartilhamento de experiências com os colegas.

Ter o professor no mesmo ambiente também permite que o aluno tire suas dúvidas rapidamente e já saia da sala de aula com o conhecimento consolidado.

Essa opção é ideal para alunos que se sentem inseguros estudando sozinhos e que precisam da presença do professor para manter a disciplina nos estudos.

Desvantagens

Como desvantagem, podemos citar a rigidez quanto aos horários das aulas. Para ser aluno desse tipo de metodologia de ensino, você precisa ter disponibilidade de tempo para estar presente diariamente na faculdade.

Além disso, por receberem o conteúdo pronto do professor, alguns alunos acabam se acomodando e sentindo falta do desafio de ir em busca do conhecimento. Sem falar no valor das mensalidades, que costuma ser mais alto que o cobrado nas demais modalidades.

A metodologia EAD

A modalidade de educação a distância (EAD) surgiu como uma verdadeira revolução na educação. Aproveitando o advento da tecnologia para facilitar o acesso a cursos superiores, as universidades oferecem a solução para aqueles alunos que têm pouca disponibilidade de tempo ou de dinheiro.

Nesse tipo de metodologia de ensino, a transmissão do conhecimento se dá por meio do uso da tecnologia. Dessa forma, não há necessidade de horários e locais preestabelecidos para que as aulas aconteçam.

No Brasil, a oferta desse tipo de curso cresce em ritmo acelerado, e a cada dia surgem novas opções para quem deseja estudar de maneira 100% virtual.

De acordo com um estudo realizado pela Sagah — empresa que desenvolve tecnologias para EAD —, em 2016, a modalidade já representava 26% da educação superior no país, e até 2023, poderá corresponder a 51% do mercado, superando o número de cursos presenciais.

Vantagens

Essa opção proporciona flexibilidade ao aluno, que pode acessar o curso a qualquer hora e de qualquer lugar. Dessa forma, possibilita-se o acesso em regiões onde o ensino presencial é dificultado.

A metodologia EAD garante um conteúdo com tanta qualidade quanto a do presencial, e seu diploma tem a mesma validade, sendo igualmente reconhecido pelo MEC. E mais: as mensalidades desses cursos costumam ser mais acessíveis que as dos cursos tradicionais.

Para se adaptar a esse tipo de curso, o aluno precisa ter bastante disciplina, visto que vai ter autonomia para controlar seu ritmo de estudos. Mas não se preocupe, mesmo optando pela modalidade EAD, você pode contar com o apoio de um professor sempre que sentir necessidade.

Desvantagens

Na educação a distância, o procedimento de construção do conhecimento acontece sem que aluno e professor estejam em contato presencial, o que pode ser considerado uma desvantagem por algumas pessoas. Alunos indisciplinados e acomodados tendem a sentir dificuldades com esse tipo de metodologia de ensino.

A metodologia flex

graduação flex, também conhecida como ensino híbrido ou semipresencial, surgiu com o intuito de oferecer ensino de qualidade às pessoas que têm uma rotina corrida e que, na maioria das vezes, precisam conciliar os estudos com o trabalho.

Nessa modalidade, a transmissão do conhecimento se dá por meio da união da educação presencial, em sala de aula, com o ensino a distância, fazendo uma mescla do melhor das duas modalidades. Com isso, personaliza-se o processo de aprendizagem, respeitando o ritmo do aluno e suas necessidades.

Para isso, as aulas presenciais têm menor duração e o restante da carga horária é preenchido com aulas transmitidas a distância, o que concede flexibilidade e autonomia ao aluno, que pode complementar os seus estudos na hora e local que for mais cômodo para sua rotina.

Vantagens

Os horários são flexíveis, com aulas presenciais ministradas de manhã ou à noite, geralmente duas vezes por semana, o que possibilita ao aluno estudar em seu tempo disponível. Outra vantagem é em relação ao preço das mensalidades, que é mais acessível que o dos cursos tradicionais de graduação.

Esse tipo de metodologia de ensino é ideal para quem deseja vivenciar a experiência de um curso presencial — no qual pode estar em contato direto com professores e outros alunos em sala de aula — com as vantagens do curso EAD, que concede flexibilidade de horários e mensalidades reduzidas.

Com isso, o aluno pode contar com o auxílio do professor para consolidar seu conhecimento, mas não perde a autonomia de conduzir e gerenciar seu próprio aprendizado.

Desvantagens

Por ser uma inovação no processo de ensino-aprendizagem, a maior dificuldade dessa modalidade talvez seja a adaptação ao equilíbrio entre ensino presencial e EAD. Apesar de ter parte de suas atividades em sala de aula, ainda assim, o aluno precisa ter muita disciplina e comprometimento para ter um bom aproveitamento do curso.

Até aqui, vimos os tipos de metodologias de ensino classificadas de acordo com o local onde se dá o aprendizado: presencial, a distância e híbrido. Agora, vamos conhecer as principais metodologias de ensino presentes no Brasil de acordo com a linha pedagógica.

A metodologia de ensino tradicional

Essa é a metodologia de ensino predominante nas escolas brasileiras, que estabelece o professor como o protagonista do processo educativo e o principal responsável pela transmissão do conhecimento.

É pautada por materiais prontos e apostilas didáticas, e os educandos são avaliados periodicamente, além de desenvolverem projetos e tarefas para acumular pontos. Aqueles que não alcançam uma nota mínima determinada são reprovados no curso, o que caracteriza um modelo de ensino focado na aprovação no vestibular e voltado para a competitividade.

Vantagens

Como a metodologia de ensino tradicional tem como foco a assimilação de extenso conteúdo e o desempenho dos alunos em avaliações, muitos a consideram como um método eficaz para conseguir a aprovação no vestibular.

Desvantagens

A metodologia tem como pressuposto a uniformização dos alunos, ou seja, todos são avaliados com base nas mesmas habilidades e competências. Isso significa que interesses e características individuais não são levados em consideração.

Um método voltado para a aprendizagem passiva do conhecimento prejudica o desenvolvimento da capacidade de questionar e, consequentemente, de pensar de maneira crítica e autônoma.

A metodologia de ensino construtivista

A teoria construtivista, fruto do trabalho do psicólogo suíço Jean Piaget, sugere que os seres humanos constroem conhecimento e significado a partir de suas experiências. O método é focado no desenvolvimento integral do aluno e vem sendo bastante difundido no Brasil.

Nessa metodologia de ensino, o professor fornece aos alunos tarefas de resolução de problemas e atividades de aprendizagem baseadas em investigação, nas quais os alunos formulam hipóteses e testam suas ideias, tiram conclusões e inferências, agrupam e transmitem seus conhecimentos em um ambiente de aprendizado colaborativo.

O construtivismo tem como premissa mudar a ideia de que os alunos são receptores passivos do conhecimento e transformá-los em participantes ativos do processo de aprendizagem. Ao contrário do que é dito por alguns educadores do método tradicional, o construtivismo não descarta o papel ativo do professor ou o valor do conhecimento especializado.

Vantagens

No método de ensino construtivista o foco estará sempre no processo de aprendizagem dos alunos, que são encorajados a se apropriarem do conhecimento de maneira ativa. Há uma busca pelo desenvolvimento da autonomia dos estudantes, para que se tornem responsáveis pelo próprio aprendizado.

Como resultado, espera-se formar cidadãos conscientes, capazes de pensar de forma crítica e de transformar a sociedade em que vivem.

Desvantagens

Como o Enem e a maioria dos vestibulares no Brasil avaliam os alunos com base na metodologia de ensino tradicional, os estudantes de escolas construtivistas tendem a encontrar dificuldades para passarem nas provas, já que não estão habituados ao método de avaliação.

Até aqui, você conheceu diferentes metodologias de ensino, cada uma com suas vantagens e desvantagens. A ideia é que você reflita sobre o método que mais se encaixa à sua realidade e faça uma escolha com base em suas necessidades.

A escolha da melhor metodologia de ensino

Antes de tudo, é importante ressaltar que todos os tipos de metodologias de ensino são reconhecidos pelo MEC, e que seus diplomas têm a mesma validade e aceitação pelo mercado de trabalho. A escolha do método dependerá do seu perfil e de suas necessidades enquanto estudante.

Neste post, você descobriu os diferentes tipos de metodologias de ensino e as linhas pedagógicas mais usadas no Brasil. Aprendeu também que algumas universidades oferecem as opções de ensino presencial, EAD e Flex, o que torna mais fácil o acesso a cursos de graduação de qualidade.

Algumas também ofertam diferentes tipos de bolsas e descontos, o que torna mais fácil realizar o sonho de entrar em uma faculdade e conquistar melhores condições de vida em ambientes modernos, com ótima infraestrutura e com o apoio de professores reconhecidos.

Agora que você já sabe das diferentes opções, qual tal curtir a nossa página no Facebook e ficar sempre por dentro das nossas dicas de educação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This