Faculdade de Fisioterapia vale a pena? Descubra agora neste post!

Você quer trabalhar na área da saúde, na recuperação e prevenção de lesões? Então, a faculdade de Fisioterapia é para você. Se tem dúvidas se vale a pena fazer essa graduação, saiba que é uma área em pleno crescimento e com boas perspectivas de carreira, em âmbito público e privado.

O fisioterapeuta atua no diagnóstico e tratamento de distúrbios relacionados ao movimento e, assim, se volta para o atendimento de públicos diversos. Ele está em contato direto com o paciente e faz o acompanhamento de toda sua evolução.

Quer entender melhor como é esse curso, o perfil do profissional, as áreas de atuação e mercado de trabalho? Confira nosso post e veja também como escolher a melhor instituição de ensino para essa graduação!

O que faz o fisioterapeuta?

O fisioterapeuta é um profissional da saúde que se volta para os movimentos do corpo humano. Atua na prevenção, tratamento e recuperação de pacientes que sofreram alguma lesão, estão doentes ou ainda que apresentam algum vício de postura. Dessa forma, trabalha para restabelecer e reeducar a capacidade física e funcional do indivíduo.

O tratamento ocorre em sessões, em que são realizadas exercícios, massagens, ginástica, utilização de frio ou calor ou ainda uso de equipamentos, como ultrassom e laser, que têm ação analgésica e anti-inflamatória.

É uma carreira que permite atuar com públicos diversos em áreas como:

  • esportiva — prevenção e tratamento de lesões em atletas e pessoas que praticam alguma atividade esportiva;

  • ortopédica e traumatológica — tratamento em pacientes com traumas, fraturas e luxações ou reeducação postural;

  • gerontológica — para atuar diretamente com pacientes idosos;

  • trabalho — prevenção e tratamento de lesões por esforço repetitivo no ambiente de trabalho;

  • pediátrica — reabilitação de crianças com doenças ou síndromes que afetam o movimento, como paralisia cerebral, Síndrome de Down, microcefalia etc.;

  • cardiológica ou respiratória — tratamento para pacientes nas etapas pré e pós-operatória com o intuito de prevenir doenças cardíacas e respiratórias;

  • oncológica — voltada para as necessidades de pacientes que fazem o tratamento de câncer;

  • dermatológica — nos cuidados com pacientes queimados ou que passaram por algum corte cirúrgico a fim de acelerar a cicatrização;

  • estética — voltada para pacientes que querem tratar cicatrizes ou reduzir estrias, flacidez e gordura localizada, por exemplo.

Como é a faculdade de Fisioterapia?

A graduação em Fisioterapia é do tipo bacharelado e tem duração de 5 anos. Assim, apresenta uma grade curricular bastante completa para que o aluno consiga entender as particularidades do corpo humano e seus sistemas.

É um curso dinâmico, pois une teoria e bastante prática a fim de que o recém-formado esteja bem preparado para atuar nas mais diversas áreas dessa carreira.

Quer saber o que se estuda na faculdade de Fisioterapia? Acompanhe abaixo as principais disciplinas:

  • Aparelho Locomotor;

  • Mecanismos de Agressão e Defesa;

  • Sistema Nervoso;

  • Aparelho Urogenital;

  • Biomecânica e Cinesiologia;

  • Sistema Cardiorrespiratório;

  • Fisiologia do Exercício;

  • Interação Clínico-Patológica;

  • Terapêutica Medicamentosa;

  • Recursos Terapêuticos;

  • Saúde Coletiva;

  • Bioestatística e Epidemiologia;

  • Fisioterapia Esportiva;

  • Fisioterapia Musculoesquelética;

  • Fisioterapia Pediátrica;

  • Fisioterapia Neurológica;

  • Fisioterapia Respiratória e Cardiovascular;

  • Fisioterapia Urogenital;

  • Fisioterapia Dermatofuncional;

  • Fisioterapia em Geriatria e Gerontologia;

  • Ergonomia e Fisioterapia do Trabalho.

As aulas práticas vão contemplar os tratamentos e técnicas manuais para que o aluno consiga avaliar o paciente e realizar o procedimento mais adequado. O curso também prepara o profissional para interpretar exames de imagens, como radiografia, ressonância magnética e tomografia computadorizada.

A faculdade é voltada ainda para quem quer se formar e empreender na carreira, pois o aluno tem a disciplina voltada para a gestão de clínicas e consultórios.

Estágio supervisionado

Ao final da graduação, é obrigatória a realização do estágio supervisionado. É uma etapa fundamental para o aluno entender a rotina de trabalho, começar a atender pacientes com a orientação de outro profissional e até para descobrir com qual público mais se identifica e em qual área pretende seguir.

Qual é o perfil desse profissional?

Agora que você já sabe o que faz o fisioterapeuta e como é a faculdade, deve estar curioso para saber qual o perfil do profissional que atua na área. Em primeiro lugar, é imprescindível gostar de trabalhar com pessoas, já que esse é o foco central do trabalho.

Além disso, é importante que o fisioterapeuta tenha ou desenvolva algumas competências, como:

  • habilidades manuais — para a realização das técnicas e massagens;

  • boa comunicação — para explicar de modo claro o tratamento ao paciente. Essa competência inclui também saber ouvir, entendendo, nesse caso, as queixas das pessoas para o melhor direcionamento do tratamento;

  • empatia — ter a sensibilidade de se colocar no lugar do paciente, que, muitas vezes, está em uma situação de fragilidade;

  • perseverança — a obtenção dos resultados pode ser demorada, mas o fisioterapeuta precisa ser persistente e acreditar no seu trabalho para a reabilitação do paciente;

  • paciência — para explicar os exercícios e realizar cada técnica da melhor maneira.

Como é o mercado de trabalho para essa área?

A Fisioterapia é um segmento que vem ganhando destaque na área da saúde, principalmente com a maior preocupação das pessoas com qualidade de vida. Somado a isso, o aumento da expectativa de vida da população representa uma maior demanda por esse tipo de tratamento no grupo de idosos.

O fisioterapeuta pode atuar na esfera pública e privada em espaços como: hospitais, clínicas, consultórios, empresas, clubes, academias, SPAs, postos de saúde e secretarias de saúde (municipais e estaduais).

Para ingressar na carreira, além do diploma de graduação, é preciso se inscrever no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO) de seu estado, órgão que normatiza a profissão.

Como escolher a melhor faculdade para fazer esse curso?

Ficou interessado em fazer a faculdade de Fisioterapia? Para escolher a melhor instituição de ensino superior (IES), é importante verificar se ela tem a autorização do Ministério da Saúde (MEC) para funcionar e oferecer o curso. Além disso, analise a grade curricular para saber se há ênfase nas atividades práticas, bem como a infraestrutura da instituição, como laboratórios, bibliotecas e equipamentos.

Outro ponto importante é saber se a faculdade oferece projetos de extensão, atividades extracurriculares, parcerias para a realização de estágio ou outras facilidades para que o aluno possa conhecer a rotina da profissão ao longo do curso de Fisioterapia.

Se você busca uma carreira na área da saúde em crescimento pode apostar sem medo na faculdade de Fisioterapia. É uma carreira que permite atuar em segmentos variados, ou seja, é voltada para diferentes perfis de profissionais.

Achou nosso post interessante? Fique por dentro de outras temas voltados para carreira assinando a nossa newsletter!

 

Comments (1)

  1. Achei ótimo ao saber sobre esses requisitos profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This