Especialista ou gestor? Entenda mais sobre a carreira em Y

Diante de um mercado altamente competitivo, o capital humano é o item mais valioso. É a qualidade dos profissionais que determina o sucesso da empresa. Apesar disso, muitas organizações perdem talentos por não darem o devido reconhecimento aos seus colaboradores. A partir disso, surgiu a necessidade de um novo modelo de crescimento: a carreira em Y.

Não sabe o que isso significa? Esse método de desenvolvimento profissional permite que a empresa ofereça um plano de progressão, respeitando as diferentes habilidades técnicas e comportamentais. Ainda está confuso? Então leia o post na íntegra e entenda como funciona!

O que significa carreira em Y?

Não é todo mundo que tem as características necessárias para chegar às vagas gerenciais ou que deseja a responsabilidade dos altos cargos. Muitos preferem desenvolver atividades mais práticas e explorar sua capacidade de execução, ou seja, “colocar a mão na massa”.

Por outro lado, qualquer pessoa que busca desenvolvimento profissional espera ser reconhecida pelo seu empenho. Além disso, ninguém recusaria receber remuneração e benefícios à altura de seu trabalho prestado, não é mesmo?

Esse é o caso de quem tem alta capacidade técnica, mas não o perfil ou o objetivo de ocupar posições de liderança. Por sua vez, as empresas observaram a necessidade de reter esses profissionais especialistas e passaram a oferecer um método alternativo de ascensão, dando início à carreira em Y.

As empresas encontraram uma forma de recompensar os colaboradores com vasto conhecimento no serviço, habilidades para resolução de problemas e capacidade de realizar um trabalho inovador. Alguns desses profissionais poderiam perder a motivação, visto que desempenhavam atividades árduas, mas não alcançavam o mesmo êxito profissional e financeiro que os gestores.

O principal objetivo da carreira em Y seria estabelecer um equilíbrio entre os cargos técnicos e gerenciais e oferecer duas possibilidades de crescimento para os colaboradores mais talentosos: seguir a linha de gestão ou se tornar um especialista técnico. Por consequência, os profissionais são mantidos na empresa com igualdade de mérito em relação aos gerentes e supervisores.

O método recebeu esse nome de carreira em Y justamente pelo formato da letra, que traz à mente a bifurcação de uma estrada, representando as duas alternativas que o profissional encontra no seu caminho de desenvolvimento: ser especialista ou gestor?

Quais as características e vantagens desse método de carreira?

Características

As principais características do modelo de carreira em Y incluem:

  • ênfase nos resultados;
  • retenção e direcionamento correto de talentos;
  • respeito e valorização das diferenças;
  • profissionais especialistas, com domínio teórico e técnico;
  • possibilidade de liderar projetos sem necessidade de gerir pessoas;
  • colaboradores motivados e com facilidade para solucionar problemas;
  • reconhecimento e remuneração similares aos de um gestor;
  • inovação e otimização de processos;
  • alta produtividade;
  • afinidade com a função desempenhada e alto nível de conhecimento, resultante da soma entre formação e experiências específicas.

Vantagens

Agora, veja com mais detalhes algumas das vantagens da carreira em Y para o desenvolvimento profissional!

Especialidade na atuação

O mercado de trabalho é abrangente: há a necessidade de profissionais generalistas, mas também existe altíssima demanda para os especialistas. Quanto mais experiências e melhor formação, maiores as chances de se consolidar na carreira.

Afunilar o conhecimento e investir em especialização é o caminho certo para trabalhar com aquilo que gosta. Em geral, a graduação oferece uma formação ampla. Cabe ao profissional determinar o ponto exato que pretende alcançar, focar seus esforços e seguir em direção a ele.

Possibilidades de inovação

Para inovar é preciso ter criatividade, conhecimento de campo, ideias transformadoras e saber executá-las. O profissional especialista tem todos esses requisitos, além de foco nos detalhes e compromisso com os resultados do processo.

Por isso, a carreira em Y é uma possibilidade promissora para o desenvolvimento de projetos inovadores, já que confere ao colaborador mais autonomia e flexibilidade. E o profissional ainda pode ser muito bem recompensado por seus esforços e por sua habilidade técnica e criativa.

Oportunidades de trabalho

Possibilidade de inovação, como destacamos no tópico anterior, também significa arriscar novos caminhos. Sem dúvidas, essa pluralidade de oportunidades de trabalho é uma forte vantagem para o profissional que segue a carreira em Y, porque o especialista é um capital humano muito valioso para a empresa e, em troca de sua capacidade prática, ele recebe boas chances de progressão.

Nesse caso, o colaborador pode chegar às posições de gestão, se tiver perfil compatível, ou pode manter o foco e a especialização na linha do conhecimento técnico. Em ambas as oportunidades, ele será valorizado. Em muitos casos, um especialista sênior recebe salários até mais altos que os líderes.

E não para por aí: as múltiplas chances de conseguir uma boa colocação estão dentro e fora da empresa em que o profissional já atua. Se ele não encontrar a possibilidade de crescimento que espera dentro da organização, pode facilmente conquistar outros caminhos promissores no mercado graças à sua experiência.

Dedicação a habilidades específicas

A carreira em Y motiva o profissional a traçar o seu futuro, apoiando-se em suas principais habilidades. Por sua vez, a empresa também consegue fazer uma avaliação mais eficiente do perfil de seus colaboradores, identificar vocações e oferecer chances de crescimento que atendam às aspirações e às aptidões de cada um. Dessa forma, a organização evita desperdício de talento gerencial e técnico.

Seguir a carreira de especialista é ideal para quem tem um perfil mais analítico e introspectivo, que gosta de aprender coisas novas, solucionar problemas e de se dedicar a estudos e descobertas. Porém, além da criatividade e do pensamento crítico, também são pessoas que gostam de executar o trabalho em vez de gerenciar uma equipe.

Já aqueles que têm características compatíveis com os cargos gerenciais são mais extrovertidos e comunicativos. Outros traços típicos dos gestores são liderança, planejamento estratégico e facilidade para trabalhar em equipe.

Valorização mesmo em tempos de crise

Por fim, a carreira em Y permite que os profissionais sejam valorizados e realocados mesmo em tempos de crise, já que eles podem continuar em crescimento em suas posições técnicas.

Nos períodos de baixa na economia, as empresas precisam inovar, otimizar processos e reduzir custos. Nesse cenário, os especialistas têm alto valor. Outro ponto de impacto é que, durante a crise, as organizações costumam demitir primeiramente os profissionais mais caros, que ocupam as posições gerenciais.

E aí? Você conseguiu compreender o que é a carreira em Y e quais são as vantagens desse modelo de ascensão? Com esse plano de desenvolvimento, a empresa consegue reter talentos e reconhecer os diferentes perfis de colaboradores. Por sua vez, o profissional se sente mais valorizado e ganha autonomia para escolher o seu caminho de crescimento.

Já que falamos sobre perfil profissional, aproveite a sua visita ao blog para conhecer as 10 habilidades mais buscadas pelo mercado de trabalho e desenvolver sua carreira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This