Entenda como se planejar financeiramente para pagar a faculdade

Ter um diploma de graduação é o sonho da maioria dos brasileiros. Afinal, todos sabem a diferença que um curso superior faz no mercado de trabalho, proporcionando uma renda maior e uma qualidade de vida melhor. No entanto, a pergunta que acompanha muitos vestibulandos é: como pagar a faculdade?

Infelizmente, as faculdades públicas brasileiras não disponibilizam vagas suficientes para todos. Porém, mesmo que você tenha de pagar para estudar, estamos falando de algo que mudará sua carreira e sua vida para sempre, não é mesmo? Isso porque a educação pode até ter um preço, mas o seu valor é inestimável!

Nesse sentido, vale muito a pena ajustar o orçamento e fazer um planejamento financeiro, tornando possível o sonho de completar a graduação. E é para isso que preparamos este post. A partir de agora vamos compartilhar algumas dicas de como você pode se organizar financeiramente para pagar a faculdade. Acompanhe!

Elimine as dívidas

Todo mundo está sujeito a adquirir dívidas ao longo da vida. Contudo, cabe a cada um de nós decidir o que é prioridade para a realização dos nossos objetivos. Desde já, vale ter em mente que todos os compromissos financeiros atrasados deixarão você mais longe do sonho de se formar.

Sabendo disso, comece hoje mesmo a dar pequenos passos para eliminar as dívidas. Mesmo que você não tenha o capital necessário para quitá-las, procure conversar com seus credores e buscar acordos. Normalmente é possível renegociar os valores ou, no mínimo, rever e reduzir os juros aplicados.

Aliás, esse é um ponto importante! Comece pagando a dívida que tem a maior taxa de juros e não necessariamente a dívida de maior preço total. Isso porque os juros se acumulam rapidamente, fazendo com que você perca dinheiro.

Entenda suas despesas fixas

Despesas fixas são todos aqueles gastos que estão presentes todos os meses, como aluguel, contas da casa, alguns parcelamentos, academia, etc. Por serem fixos, esses valores acabam pesando muito no orçamento a longo prazo.

Então, é importantíssimo que você tenha uma lista de todas as suas despesas fixas e do preço de cada uma delas. Só assim será possível organizar-se financeiramente. Para ficar ainda melhor, faça uma projeção do futuro e veja até quando esses gastos serão mantidos. Alguns deles são contínuos, como o aluguel, porém outros podem ser cortados. É o caso da televisão a cabo, por exemplo.

Pode ser que você precise de investir em uma preparação para passar no vestibular escolhido, e isso representará um gasto mensal. Além disso, a própria mensalidade da faculdade entrará como gasto fixo mensal e precisa ser considerada. Junto com ela, pode ser que você ainda tenha custos recorrentes com transporte, cópias e materiais. Preveja tudo isso desde agora.

Aprenda a poupar

Muita gente reclama que, por ganhar pouco, não tem a possibilidade de poupar dinheiro. Contudo, poupar é um hábito como qualquer outro. É como fazer um exercício físico: você começa com uma intensidade baixa e aumenta ao longo dos meses.

Portanto, neste momento, mais importante do que a quantidade poupada é desenvolver a habilidade de guardar uma parte do que você ganha. É possível começar com uma pequena porcentagem do salário, como 5%. Parece pouco, mas a longo prazo a diferença é enorme.

Aos poucos, conforme você for organizando o seu orçamento, aumente esse percentual para 10% ou 20%. Esse é um dos hábitos mais importantes que você pode desenvolver para pagar a faculdade e completar os estudos.

Busque novas fontes de renda

Ao eliminar dívidas, cortar algumas despesas fixas e desenvolver o hábito de poupar, você já estará muito mais perto de arcar com o investimento no ensino superior. Entretanto, isso não significa que você não possa fazer um esforço adicional e buscar uma renda extra.

Atualmente existem inúmeras atividades que podem ser feitas para complementar a renda. Dentro do seu próprio trabalho atual, muitas vezes dá para negociar horas extras e combinar com seus superiores alguma função adicional a ser executada. Porém, se isso não for uma possibilidade, não desanime. Você pode conseguir trabalhos de final de semana em restaurantes, bares e eventos.

Também pode usar suas habilidades para oferecer serviços a amigos e conhecidos, desde pequenos serviços e reparos domésticos até conserto de computadores ou desenvolvimento de peças gráficas, caso você tenha conhecimento técnico para isso. E há ainda a chance de vender alimentos (como bombons e bolos) ou trabalhos manuais, que costumam fazer muito sucesso. Ou seja, não faltam oportunidades!

Escolha a universidade ideal

Em primeiro lugar, a universidade ideal é aquela que disponibiliza o curso superior que você deseja, possui uma boa infraestrutura, conta com bons professores e tem uma grade curricular compatível com as exigências do mercado de trabalho.

No entanto, sabemos que não é só isso. A instituição mais adequada para um estudante também é aquela que busca facilitar o pagamento, oferecendo as condições necessárias para que o aluno possa arcar com esse importante compromisso financeiro.

Portanto, não deixe de conhecer as universidades que lhe interessam e de conversar com os responsáveis por elas. Pode ter certeza que as boas instituições receberão você de braços abertos para tirar dúvidas e obter mais informações sobre os cursos, a estrutura e os valores.

Busque as melhores formas de pagamento

Por fim, assim como comentamos no tópico anterior, as condições de pagamento fazem parte do planejamento financeiro. É comum achar que o valor da universidade não caberá nas suas contas mensais, mas sempre é possível pesquisar sobre diferentes formas de quitar as mensalidades.

Hoje em dia existem inúmeras possibilidades, como financiamentos e bolsas estudantis. Se a pessoa estiver realmente interessada em cursar o ensino superior, ela sempre encontrará uma maneira de fazer com que o sonho caiba no bolso. Dessa forma, só não estuda quem não quer!

Viu só? Se você estava pensando em como pagar a faculdade, agora já tem uma série de dicas práticas para aplicar. Ao seguir os passos que mostramos aqui, seu orçamento ficará mais organizado e sobrará mais dinheiro todos os meses para investir no seu futuro. Aos poucos, você terá condições financeiras cada vez melhores e poderá prestar vestibular para, enfim, adquirir o conhecimento que lhe acompanhará por toda a vida.

Se você gostou do artigo e quer receber mais conteúdos como este, não deixe de assinar a nossa newsletter!

Comments (4)

  1. Gostei do artigo.

    1. 😍😍😍

  2. Excelente o artigo

  3. Boa as orientações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This