EaD ou presencial: como saber qual é a melhor opção para mim?

Todo ano, milhares de vestibulandos se deparam com uma decisão crucial para seu ingresso, permanência e sucesso no ensino superior: optar por um curso EaD ou presencial? Como sabemos que essa escolha pode prejudicar noites de sono e causar angústia, resolvemos dedicar o post de hoje ao assunto.

Nos próximos tópicos, vamos apresentar as vantagens e desvantagens de ambas as modalidades, a fim de ajudá-lo a descobrir qual opção é mais adequada para seu perfil. Então boa leitura!

Educação a Distância: do que se trata?

Precisamos começar dizendo que não existe opção melhor ou pior. Afinal, tanto a Educação a Distância quanto a presencial são alternativas válidas, efetivas e reconhecidas nacionalmente pelo mercado de trabalho. Existe, contudo, uma opção mais adequada para seu perfil, seu contexto e suas necessidades.

Começando com a EaD, podemos dizer que se trata da modalidade acadêmica que mais cresceu nos últimos anos e cuja demanda continua atraindo um número alto de proponentes. Nela, o aluno estuda de sua casa, no local de trabalho ou onde achar melhor por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Por lá, também interage com colegas, professores e tutores nos fóruns de discussão.

O material didático consiste de recursos multimídia, como e-books, vídeos e jogos. Para acessá-lo, basta ter uma boa conexão com a internet. Há encontros presenciais obrigatórios previstos por lei (para a aplicação de avaliações, por exemplo), mas eles são muito menos frequentes que no ensino presencial.

Quais são as vantagens da EaD?

É evidente que a flexibilidade de horários é um dos mais populares atrativos dos cursos EaD. A possibilidade de estipular diferentes cronogramas de estudo facilita bastante a rotina de quem já trabalha e não tem a opção de largar o emprego para se dedicar unicamente aos estudos, por exemplo.

Essa modalidade também facilita o acesso de estudantes que moram longe dos centros universitários e que, portanto, teriam dificuldade para se deslocar até o campus diariamente. Pode acreditar: para muitos, o fator da mobilidade urbana é decisivo na hora de escolher a modalidade de estudo.

Além disso, os cursos EaD representam uma enorme vantagem para quem prefere estudar sozinho e não consegue se concentrar em uma sala de aula convencional. Sem contar que essa modalidade costuma apresentar valores mais acessíveis, pois não tem que dispor da mesma infraestrutura do ensino presencial.

E quanto às desvantagens?

Caso o aluno não seja comprometido o suficiente para organizar suas prioridades, elaborar um cronograma de estudos e ter disciplina para segui-lo, as chances de desistência, reprovação ou rendimento insatisfatório são maiores. Além disso, o isolamento pode fazer com que o estudante se sinta desconectado da realidade do curso e até do conhecimento em si.

Como a EaD depende essencialmente de esforço e motivação pessoais, muitos têm a impressão de que ela é mais fácil e, em geral, menos exigente. Mas isso não é verdade, ok? O fator flexibilidade facilita a questão da agenda enquanto, por outro lado, exige maior responsabilidade e comprometimento com a causa.

Por fim, podemos dizer que o estudo remoto pode representar uma dificuldade a mais para cursos essencialmente práticos, como é o caso de alguns da área da saúde e das ciências exatas.

Educação presencial: do que se trata?

A educação presencial costuma ser a primeira alternativa que vem à mente dos estudantes que sonham com o diploma superior — especialmente daqueles que moram em centros urbanos ou têm possibilidade de mudar de cidade. O método consiste em aulas regulares previamente definidas em que alunos e professores interagem presencialmente. Forma profissionais há séculos e é a modalidade mais popular entre os universitários.

Quais são as vantagens da educação presencial?

Uma grande vantagem da educação presencial é que, optando por ela, o aluno pode usar o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e concorrer a uma vaga pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Além disso, o modelo é altamente indicado para quem pretende fazer cursos práticos, como Medicina, Odontologia e Engenharias.

O método presencial também representa uma vantagem para estudantes que moram perto do campus universitário e que dependem da interação diária para conseguirem estudar e absorver as matérias. No fim das contas, assim como existem alunos que preferem estudar isoladamente, há muitos que se beneficiam do método expositivo típico das aulas presenciais.

E quanto às desvantagens?

Basicamente, as desvantagens dessa metodologia ficam por conta do preço, que costuma ser mais alto que o da EaD, e do deslocamento diário até o campus.

Além disso, os cursos presenciais costumam ter uma grade de horários fixa, com as disciplinas ofertadas dependendo da logística do departamento e dos professores. Condicionado pelo espaço (departamento do curso) e tempo (horários previamente definidos), o aluno tem pouca autonomia para organizar seus estudos e adaptá-los à sua rotina. Por essa falta de flexibilidade, o ensino presencial representa um verdadeiro desafio para quem trabalha em tempo integral e precisa de horários maleáveis para colocar os estudos em dia, por exemplo.

EaD ou presencial: que modalidade escolher?

Como você pôde ver, cada modalidade apresenta especificidades que a tornam ideal para determinado perfil de estudante. É por isso que, para escolher de maneira consciente e responsável, você precisa:

  1. fazer uma avaliação da sua situação pessoal, profissional e financeira em relação ao período da graduação;
  2. identificar qual seu estilo de aprendizagem e com qual modalidade você mais se identifica.

Sua decisão final, se EaD ou presencial, dependerá dessas variáveis internas e externas. Não escolha, portanto, de maneira impulsiva. Faça uma lista com suas opções e prioridades e veja com o que você se identifica mais!

Pense: sua faculdade ideal é pública ou privada? Do que você está disposto a abrir mão para ingressar nela? Do que não está? Quais são suas opções de mobilidade e possibilidades financeiras? A instituição oferece alguma bolsa ou desconto? Qual é sua rotina e de que forma você absorve melhor o conhecimento? Todas essas questões precisam ser respondidas para que faça uma escolha acertada.

Aqui, nossa tarefa foi apresentar as principais características de cada modalidade, ressaltando que ambas são mais que válidas e eficazes. Agora é sua vez de reservar uma hora, um dia ou um final de semana para analisar todos os aspectos e afunilar suas opções!

Por fim, se ainda tem dúvidas, que tal entrar em contato conosco? Pode ter certeza de que faremos nosso melhor para sanar seus questionamentos e orientá-lo sobre o ingresso em um curso EaD ou presencial. Vamos conversar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This