Confira 7 ótimas possibilidades de trabalho para quem faz o curso de Turismo

Não é difícil escutar histórias de alunos interessados em fazer o curso de Turismo e que são julgados por pessoas que acham que escolher essa profissão é querer viver viajando. A verdade é que ser um turismólogo envolve muitas outras responsabilidades e aprendizados.

Apesar de ser um mercado de grande potencial, infelizmente no Brasil a área ainda não é tão explorada como deveria — o que abre espaço para quem pensa em criar diferenciais.

Mas, afinal, quais são as vertentes que podem ser exploradas por esse tipo de profissional? Confira os tópicos abaixo para descobrir!

1. Agências de turismo

Um dos ambientes de trabalho mais tradicionais para o graduado na área são as agências de turismo. São diversas as vagas que podem ser ocupadas pelo profissional, desde atendente até diretor de operações.

Em geral, a função desses estabelecimentos é auxiliar os clientes a planejarem viagens. Dentre as atividades mais comuns estão:

  • criar roteiros;
  • pesquisar passagens aéreas (ou de outros meios de transporte);
  • emitir os tíquetes;
  • reservar hotéis;
  • comprar ingressos de shows e espetáculos;
  • fazer seguros, entre outras.

A agência funciona como um suporte para a pessoa que deseja fazer uma viagem, mas não sabe muito bem como viabilizar esse sonho. Então, nada melhor do que contar com a ajuda de quem entende do assunto, certo?

Nesse contexto, é importante saber lidar com outras pessoas, apresentando características como simpatia, paciência e disponibilidade. Oferecer segurança e cercar o cliente de boas informações é o que deve garantir a fidelização do público.

2. Guia turístico

A paixão por viajar e conhecer novos lugares costuma ser um traço marcante do perfil dos estudantes do curso de Turismo. Assim, a carreira como guia turístico é uma opção que não deve ser desconsiderada.

Uma boa dica para se dar bem nessa profissão é tentar desenvolver uma especialidade. Os mais aventureiros podem se dedicar ao ecoturismo, explorando locais cheios de natureza e que chamam a atenção de viajantes do mundo inteiro.

A Chapada Diamantina e dos Veadeiros são exemplos disso no Brasil. Pessoas de todos os lugares vêm conhecer a grandeza dessas formações geográficas e precisam de guias que dominem bem o lugar para prestar todo o suporte necessário nas visitas.

Caso esse tipo de ambiente não seja o seu preferido, identifique qual poderia ser a sua especialização. Para ajudá-lo com essa tarefa, tente pensar em:

  • temáticas (cidades históricas, compras de enxoval, safáris);
  • países (EUA, Brasil, França, África);
  • regiões (Toscana na Itália, Califórnia nos EUA, rota do vinho na América do Sul);
  • cidades (Nova York, Paris, Orlando, Berlim).

Então, dedique-se a conhecer ao máximo a sua escolha para oferecer um serviço de qualidade. Pesquise dados históricos, demográficos, gastronômicos, culturais e tudo mais que puder. Essa pode ser uma ótima chance para você morar fora e trabalhar com o que ama!

3. Hotéis e restaurantes

Mais uma possibilidade de trabalho para os turismólogos são os hotéis e restaurantes, especialmente aqueles que estão acostumados a receber um grande número de visitantes ou mesmo de estrangeiros.

Contar com alguém que tenha expertise na arte de recepcionar pessoas é uma tranquilidade para os donos desse tipo de negócio. Nem sempre todos os funcionários são capacitados para desempenhar esse papel, o que é ótimo para quem fez o curso de Turismo.

Inclusive, as disciplinas que abordam temas como Hospitalidade e Operações de Alimentos e Bebidas são muito importantes para sua formação. Por isso, aproveite para dar a devida atenção a elas durante a faculdade.

4. Escolas de idiomas

Outro segmento que pode ser aproveitado é o de intercâmbio. Há muitas escolas de idiomas que oferecem esse tipo de serviço e naturalmente precisam de gente especializada para tratar das viagens.

Aliás, essa é uma ótima área para o turismólogo apostar, já que há algum tempo a procura por experiências internacionais cresceu bastante. Como o interesse das pessoas é variado, a grande questão é entender quais são as preferências e necessidades de cada um para montar um programa adequado. Normalmente, elas buscam oportunidades para estudar ou trabalhar fora por um período.

Logo, é importante que o profissional esteja por dentro das alternativas que estão em alta e que proporcionam uma boa chance de aprendizado para o cliente. É um serviço semelhante ao das agências de turismo, só que mais focado nos intercambistas.

5. Supervisão de serviços de transporte

Embora muita gente não saiba, o aluno do curso de Turismo também estuda sobre transportes e se qualifica para trabalhar nesse setor. Por exemplo, é comum encontrar vagas para coordenação ou supervisão de serviços aéreos, marítimos, rodoviários etc.

As próprias companhias aéreas e terminais de transporte (como aeroportos, portos e outros) são conhecidos por absorverem boa parte dos graduados desse campo.

6. Coordenação de eventos

Coordenar eventos é uma coisa que um turismólogo pode fazer muito bem, especialmente quando ele gosta e se dedica a essa área. Não por acaso, é possível encontrar nas grades curriculares matérias como “Cerimonial, Protocolo e Etiqueta” e “Organização de Eventos”.

Na maioria das vezes, a incumbência é organizar todo o acontecimento para que ele cumpra com o seu propósito, que pode ser voltado para negócios, arte, esportes, entretenimento e outros. Dentro desse contexto, podem ser realizadas desde simples reuniões até cerimônias grandiosas, como uma Olimpíada.

7. Instituições de ensino

Por último e não menos importante, a carreira acadêmica não deve ser esquecida. Muitos estudantes descobrem essa vocação ainda no curso superior, enquanto outros pensam nessa possibilidade muito tempo depois.

A vontade de se tornar professor pode aparecer a qualquer momento, e o melhor caminho para conseguir vagas em instituições de Ensino Superior é começar pelo mestrado.

Um dos segredos da docência é que o desejo por transmitir conhecimento para os outros deve seguir a mesma proporção que o prazer em aprender constantemente.

Enfim, depois de perceber como o mercado de trabalho é variado, fica difícil definir uma perspectiva salarial para o profissional de Turismo. Segundo o Guia de Profissões e Salários da Catho, um gerente de turismo no Brasil ganha em média R$ 1.995,00.

Acontece que esse valor pode mudar significativamente de acordo com fatores como: região, posição ocupada, tamanho da empresa, carreira escolhida etc. O que vale é saber que há muitas oportunidades para quem faz o curso de Turismo. No entanto, para se destacar, é essencial investir em qualificação!

Aproveite agora para ler o nosso post sobre as 10 habilidades profissionais mais buscadas pelos empregadores e comece a construir uma carreira de sucesso desde já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This