Como está o mercado de trabalho para quem terminou a faculdade de Psicologia?

Pensando em fazer faculdade de Psicologia? Saiba que essa é uma excelente escolha de curso superior. É grande a quantidade de estudantes que seguem esse caminho rumo ao sonho de se tornarem psicólogos.

Aprender sobre a formação da personalidade, conhecer os porquês do comportamento humano, desvendar os segredos da mente, compreender os diferentes transtornos psíquicos. Estudar Psicologia é entrar em um universo de descobertas e enxergar o ser humano com outros olhos.

Quer conhecer mais sobre essa profissão incrível e saber como é o mercado de trabalho para o psicólogo? Não deixe de ler este post!

O perfil de quem faz faculdade de Psicologia

O curso de Psicologia, além das portas que abre no cenário profissional, é uma verdadeira fonte de evolução pessoal. É indiscutível o ganho que se tem em relação ao próprio modo de enxergar a vida. Nesse sentido, é nítido o desenvolvimento de novas habilidades comportamentais no decorrer da graduação.

As características adquiridas durante a faculdade de Psicologia também são essenciais para a atuação do profissional. Conheça algumas delas a seguir:

Empatia

Empatia, sem dúvidas, é uma das habilidades fundamentais para o psicólogo. Para que ele realmente consiga realizar o seu trabalho com excelência e ajudar as pessoas, é necessário ter o dom de se colocar no lugar do outro, compreender suas dores e conhecer seus ângulos de visão.

Inteligência emocional e autocontrole

Quem faz faculdade de Psicologia deve aprender a identificar e controlar suas próprias emoções. Essas habilidades também permitem que o profissional reconheça e compreenda o estado emocional das outras pessoas, sabendo separar o que pertence a cada um para não levar nada para o lado pessoal. Portanto, é uma característica imprescindível para o psicólogo.

Respeito às diferenças

Outros traços que não podem faltar ao profissional de Psicologia é o respeito à individualidade e a tolerância às diferenças. No exercício da profissão, é comum se deparar com pessoas que tenham crenças e posicionamentos totalmente contrários aos seus. Por isso, é preciso manter a mente aberta e livre de julgamentos para acolher o outro como ele é.

Observação e capacidade analítica

Se você tem interesse nessa profissão, precisa desenvolver a visão do todo, e não apenas das partes. Isso significa que é necessário analisar todas as questões envolvidas em uma determinada situação e enxergá-la sob diferentes perspectivas. Comprar a história do jeitinho que ela é vendida é correr o risco de cometer sérios erros de avaliação. E isso vale dentro e fora dos consultórios!

Flexibilidade

A pessoa flexível não permanece irredutível em suas opiniões e tem facilidade para mudar os pontos de vista quando necessário. Essa característica é indispensável para o psicólogo, já que não existe uma única verdade absoluta. Os sentimentos se modificam e as ideias se renovam. Portanto, a flexibilidade acompanha a capacidade de se adaptar às mudanças.

Resiliência

Assim como a flexibilidade, a resiliência caminha junto com a facilidade de adaptação. Mas esta última demanda ainda mais energia emocional, porque envolve a superação de desafios. Ser resiliente é ser capaz de sair da zona de conforto, lidar com qualquer dificuldade e retornar ao seu estado de equilíbrio. E isso é necessário no dia a dia do profissional dessa área.

Comunicação

Habilidades interpessoais são um requisito obrigatório para o psicólogo, já que sua profissão exige o contato com pessoas diversas. Para isso, você deve aprimorar sua capacidade de se comunicar, o que inclui os seguintes critérios:

  • linguagem adequada ao paciente;

  • clareza e assertividade;

  • postura não verbal receptiva;

  • tom de voz acolhedor;

  • escuta ativa.

Aprendizado contínuo

A Psicologia é uma área ampla. Por isso, o profissional deve estar sempre em busca de atualizar seu conhecimento. A graduação permite a aquisição de um aprendizado generalista. Depois disso, você deve seguir em direções mais específicas e alimentar seu repertório teórico.

Além de cursos de especialização, na rotina do psicólogo não pode faltar muita leitura. Livros, artigos científicos, vídeos de especialistas e outros materiais são itens de regra.

Empreendedorismo

Para ganhar mais espaço no mercado de trabalho, você precisa colocar em prática o seu lado empreendedor. Fazer palestras gratuitas em locais públicos, como escolas e centros comunitários, é um meio de começar a divulgar o seu nome.

Marcar presença na internet, com páginas em redes sociais, blogs e publicação de conteúdo informativo também é um ótimo caminho para o crescimento na carreira. Mas é preciso ficar de olho no código de ética. Trazer informação não é a mesma coisa que ofertar serviços de maneira irregular.

As principais áreas de atuação

E onde você pode trabalhar como psicólogo? As opções de campos de atuação são muitas. Para escolher entre uma delas, você deve levar em conta seu perfil e seus objetivos profissionais. Conheça algumas das principais áreas:

Clínica

O psicólogo clínico trabalha em consultório particular ou faz parceria com clínicas de grande fluxo de pacientes. Sua rotina inclui o atendimento individual a adultos, crianças e adolescentes, assim como terapia de casal e família.

Durante as sessões, o profissional avalia o quadro de saúde mental do paciente, faz o diagnóstico e realiza o tratamento com técnicas de psicoterapia de uma abordagem específica, como:

  • análise do comportamento;

  • terapia cognitivo-comportamental;

  • psicanálise;

  • fenomenologia, entre outras.

Organizacional

As possibilidades de trabalho no campo empresarial são boas. Organizações de médio e grande porte precisam desse profissional em seu setor de Recursos Humanos. O psicólogo organizacional participa dos processos de seleção e desligamento de pessoal, aplica testes psicológicos, realiza programas de treinamento comportamental, entre outras atribuições.

Educacional

A Psicologia da educação é outra ótima área para exercer a profissão. Nesse contexto de trabalho, o psicólogo oferece apoio aos alunos com dificuldades de aprendizagem ou qualquer outro tipo de conflito, seja decorrente de problemas familiares ou do próprio ambiente escolar, como casos de bullying. Programas de orientação vocacional também fazem parte das atividades desse profissional.

Social

A Psicologia social estuda os comportamentos grupais, ou seja, o foco está no indivíduo em interação com os demais. Grupoterapias com objetivos diversos estão incluídos nessa linha de acompanhamento terapêutico. Nessa área, o psicólogo também atua em programas de assistência à população carente em centros de atenção psicossocial.

Além das quatro áreas citadas, há ainda muitos outros campos de atuação para esse profissional, como:

  • Psicologia jurídica;

  • Psicologia hospitalar;

  • Psicologia do esporte;

  • Psicologia do trânsito;

  • acompanhamento em situações de catástrofes e emergência etc.

O mercado de trabalho para o recém-formado

O mercado de trabalho é amplo para quem faz faculdade de Psicologia, já que o profissional dessa área tem sido cada vez mais necessário para a sociedade, em razão dos altos índices de estresse, ansiedade, depressão e vários outros transtornos emocionais que afetam pessoas de todas as idades.

As possibilidades de trabalho existem, mas também há competitividade. Por isso, se você pensa em seguir esse caminho, saiba que deve se empenhar desde o início e buscar seus diferenciais. Procurar estágio já nos primeiros semestres da graduação e investir em cursos de extensão e especialização são ótimas formas de enriquecer o currículo.

O psicólogo encontra emprego em clínicas, empresas, escolas, hospitais, centros sociais e muitos outros espaços. Além disso, também pode realizar atendimento online, fazer consultoria, prestar concursos públicos, ministrar palestras ou aliar seus conhecimentos ao coaching.

Em resumo, se você pretende fazer faculdade de Psicologia, pode se preparar para um mercado bem diversificado e com alta demanda. Mas não se esqueça de que o segredo para uma carreira de sucesso é o amor pela profissão e a dedicação contínua.

Falando em dedicação, você já deve ter uma ideia de que a vida do estudante é bem corrida, não é mesmo? Principalmente se você já trabalha. Então, para facilitar essa rotina atribulada, baixe nosso e-book e saiba como conciliar trabalho e estudo. Você não pode perder esse material!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This