Como escolher entre os 7 principais tipos de Engenharia

Escolher uma carreira definitivamente não é uma tarefa fácil. Mesmo que você já tenha uma área de interesse, hoje em dia há uma enorme variedade de opções que deixam essa decisão um pouco mais complexa. Por exemplo, definir um só entre os vários tipos de Engenharia.

Como se trata de uma escolha tão importante, manter a calma e pesquisar muito sobre o assunto é essencial. Isso permite que você analise diversos fatores, considerando os seus objetivos e preferências para colocar tudo em uma balança antes de se decidir.

Então, separamos algumas das principais vertentes que podem ser escolhidas pelos futuros engenheiros para você ficar por dentro desse universo. Confira!

1. Engenharia Ambiental e Sanitária

Tema muito recorrente no mundo atual, a sustentabilidade exige que todos os setores econômicos usem os recursos naturais de maneira consciente, evitando, porém, que a qualidade dos serviços e dos produtos seja prejudicada.

A partir dessa realidade, o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária se propõe a formar profissionais aptos a melhorar a relação entre o meio ambiente e o setor produtivo da economia.

Quem escolhe esse tipo de Engenharia pode atuar tanto no campo quanto nos grandes centros urbanos, aplicando seus conhecimentos em prol da redução da poluição e da preservação ambiental. A recuperação de nascentes e o reflorestamento também são aspectos relevantes.

O engenheiro ambiental é um especialista bastante necessário para o desenvolvimento do nosso país, que tem uma das maiores reservas naturais do planeta. Basicamente, sua atuação deve ajudar a garantir o futuro das próximas gerações, promovendo um desenvolvimento mais sustentável para as organizações.

2. Engenharia Civil

Ao se falar em Engenharia, uma das primeiras ideias que costumam vir à cabeça das pessoas está ligada à Engenharia Civil. Com suas metodologias de trabalho, essa área viabiliza a construção de grande parte da infraestrutura da vida moderna — como residências, hospitais, redes elétricas, barragens, aeroportos, escolas, entre outros.

engenheiro civil estuda assuntos ligados à Física, Matemática e Química. Ao escolher esse curso, portanto, prepare-se para fazer muitas contas e análises numéricas.

Além disso, dois de seus principais conteúdos estão ligados à resistência dos materiais e teoria das estruturas. Parecem assuntos interessantes para você?

No entanto, não é somente com livros que se faz um bom engenheiro civil. Muitos se esquecem de um fator essencial para o sucesso desse profissional: a atuação em canteiros de obra e escritórios, atividades que exigem liderança e muita responsabilidade.

Nesse sentido, a boa comunicação é uma habilidade especial, especialmente como uma ferramenta para coordenar equipes e tomar decisões eficientes. Também é possível atuar na gestão de empresas, mediante a realização de cursos de especialização.

Na construção civil, a sustentabilidade também é questão de primeira ordem. Afinal, essa é uma das áreas que mais consome recursos materiais e financeiros, o que faz com que o engenheiro tenha que atuar de maneira correta e sempre de acordo com as legislações ambientais.

3. Engenharia da Computação

Se você gosta de novas tecnologias e de programação, talvez a Engenharia da Computação seja o caminho certo a ser trilhado.

Os estudantes são preparados para desenvolver softwares, hardwares e sistemas para o mercado, criando soluções que possam melhorar a experiência de clientes e funcionários em todos os setores produtivos da economia.

Essa área apresenta um crescimento exponencial graças à crescente demanda por ferramentas tecnológicas. Logo, com um diploma desse tipo no seu currículo, você provavelmente encontrará boas opções de trabalho!

4. Engenharia de Controle e Automação

Formando-se em Engenharia de Controle e Automação, o profissional se encarrega de projetar, operacionalizar, programar e controlar o funcionamento das máquinas e dos processos usados na indústria.

A automação residencial é outro setor em que esse profissional pode atuar com facilidade. O melhor é que, por se tratar de um curso um pouco mais recente, essa área tem uma carência enorme de especialistas.

5. Engenharia de Produção

Por sua vez, a Engenharia de Produção prepara o estudante para o gerenciamento de empresas e organizações. Em vista disso, o curso traz várias matérias relacionadas à logística, administração e processos produtivos.

Sendo assim, pare e pense por um minuto: a princípio, esses assuntos são do seu interesse? Um engenheiro de produção deve gerir os recursos da empresa de forma otimizada, tornando o ambiente de trabalho mais eficiente e produtivo.

Na prática, o campo de atuação é bastante vasto, principalmente porque os profissionais conseguem trabalhar em todos os tipos de negócio — do setor alimentício à produção automobilística, passando por vários outros setores.

6. Engenharia Elétrica

A energia elétrica é primordial para o funcionamento da maioria dos sistemas e equipamentos atuais, certo? Assim, não é de se estranhar que a Engenharia Elétrica seja um tipo bem importante.

Seus alunos são preparados para criar sistemas e projetos que sejam seguros e eficientes. Por exemplo, as estações geradoras de energia elétrica (como as usinas hidroelétricas e eólicas) são operadas e controladas por engenheiros eletricistas.

Se você está pensando na composição curricular, saiba que o eletromagnetismo, a eletricidade e a eletrônica são os campos mais estudados pelos universitários desse curso.

7. Engenharia Mecânica

Um engenheiro formado em Engenharia Mecânica projeta, dimensiona e constrói diversos tipos de máquinas e equipamentos usados no dia a dia tanto de pessoas comuns como de empresas e indústrias.

Esse profissional tem um campo de atuação bem amplo, podendo trabalhar inclusive com serviços de manutenção de aparelhos industriais — de forma autônoma ou como funcionário de uma organização específica. Nesse último caso, sua responsabilidade é garantir que tudo continue funcionando com segurança para não atrapalhar o processo produtivo.

O mercado de trabalho para as Engenharias

Depois de conhecer aspectos básicos dessas 7 possibilidades dentro da Engenharia, nada melhor do que descobrir informações mais práticas e reais da profissão.

Antes disso, vale saber que a formação do engenheiro em geral é bem valorizada no mercado de trabalho, talvez porque a qualificação desse tipo de profissional envolva técnicas e habilidades que contribuem para o desenvolvimento da sociedade.

Sua sabedoria e criações são capazes de proporcionar bem-estar e qualidade de vida para as pessoas.

Perspectivas do mercado

As boas perspectivas para os engenheiros estão ligadas à necessidade de melhorias na infraestrutura nacional, o que gera uma demanda constante por novos projetos e abre inúmeras vagas em diversos segmentos do mercado.

Como é uma área valorizada, é possível esperar uma média de remuneração considerável. Segundo dados do CREA-SP (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) e da Lei nº 4.950-A, de 1966, o piso salarial é:

  • de 6 salários mínimos para uma carga horária de 6 horas diárias;
  • de 7,25 salários mínimos para uma carga horária de 7 horas diárias;
  • de 8,5 salários mínimos para uma carga horária de 8 horas diárias.

Aliás, vale lembrar que, por lei, todo engenheiro graduado e ativo no mercado precisa ser registrado pelo CREA do seu estado. A diferença é que, dependendo do ramo escolhido e da posição ocupada, esses valores podem variar.

Por exemplo, o guia de profissões e salários da Catho aponta o valor de R$ 7.334,46 como média salarial para o engenheiro civil. Já para o engenheiro de produção a média é de R$ 6.228,85, enquanto para o engenheiro ambiental é de R$ 6.193,93.

Outra opção que pode ser adotada é abrir um empreendimento próprio, o que é capaz de variar os clientes e as fontes de renda do profissional.

Perfil esperado

Mesmo que fazer Engenharia ofereça boas perspectivas para o futuro, não é só conquistar um diploma de graduação que vai fazer de você um profissional bem-preparado para exercer um bom trabalho.

Além do domínio das disciplinas ensinadas em cada curso, existem características que ajudam a formar um perfil de engenheiro. A boa notícia é que, se você tem interesse na área e ainda não tem certeza se possui essas habilidades, ainda há tempo de desenvolvê-las. Conheça algumas das principais a seguir:

Curiosidade

Um dos traços mais presentes na maioria dos engenheiros é a curiosidade, que nada mais é do que ter um olhar sempre atento e em busca de novos conhecimentos. Querer descobrir como as coisas funcionam, ser questionador e tentar criar soluções são atitudes de pessoas curiosas e interessadas.

Vontade de aprender

A Engenharia está em constante evolução, principalmente com o avanço das tecnologias. Logo, é indispensável estar disposto a aprender o tempo todo para acompanhar esse progresso.

O profissional que acha que o conteúdo absorvido na faculdade ou a experiência que ele já possui é o suficiente, corre o risco de não ter uma carreira bem-sucedida. A renovação do conhecimento é essencial para se manter atualizado e capacitado.

Liderança e disposição para trabalhar em equipe

Dificilmente você vai encontrar um emprego em que não seja necessário lidar com outras pessoas — o que inclui clientes, fornecedores, colegas, chefes, entre tantos outros. Aliás, o trabalho em equipe é muito comum no dia a dia do engenheiro, e isso naturalmente requer disposição (e talvez um pouco de paciência).

Nesse caso, é aconselhável procurar desenvolver a capacidade de liderança, pois há grandes chances de ter que coordenar um time ou gerenciar um projeto. Então, quem possui esse diferencial fica mais perto de se destacar e conquistar melhores cargos.

Enfim, os vários tipos de Engenharia aqui apresentados trazem inúmeros benefícios e vantagens para seus estudantes. Eles também propiciam desafios que são essenciais para a preparação de cada um. Por essas e outras é que esse campo tem atraído tantos jovens em busca de melhores oportunidades de trabalho!

Se você gostou de saber sobre todas essas informações, aproveite para compartilhar este post nas suas redes sociais e informar também os seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This