Afinal, como é o curso de Gestão Financeira?

Você conhece alguém que até ganha bem, mas vive endividado e nunca consegue controlar as contas? Pois a causa para essa rotina costuma ser uma só: falta de noção de gestão financeira. A pessoa não se planeja e acaba gastando mais do que recebe. Acontece a mesmíssima coisa nas empresas, por motivos idênticos.

O papel de um gestor financeiro é organizar as contas de um negócio, garantindo que ele se sustente no longo prazo. Às vezes, as empresas conseguem um faturamento excelente, mas não sabem como usar esse dinheiro de forma inteligente e, ao mesmo tempo, arcar com seus custos de funcionamento.

Quem se forma como tecnólogo em Gestão Financeira fica apto justamente a cuidar dessa questão em empreendimentos de qualquer porte, das microempresas às multinacionais. 

Você acha que esse pode ser um bom caminho a seguir? Então acompanhe nosso post especial sobre o curso!

A importância de investir em uma graduação

Para começar, é sempre bom ressaltar o quanto é importante se graduar. Buscando por profissionais cada vez mais qualificados, é difícil o mercado absorver uma pessoa que não tenha profundo conhecimento sobre uma área específica.

Na prática, quando você se gradua, tem muito mais que um diploma. Na verdade, aquele canudo representa uma profissão. E isso é muito valorizado pelas empresas, que sabem que podem contar com seus conhecimentos acadêmicos para somar, tornando o negócio mais eficiente.

O curso de Gestão Financeira

O tecnólogo em Gestão Financeira é um curso da área da Administração. Como ele tem menor duração, foca especificamente em conhecimentos técnicos, porque a intenção é lançar profissionais capacitados rapidamente no mercado. 

Ao longo dessa graduação, você vai aprender a analisar relatórios financeiros e econômicos de empresas e do mercado como um todo a fim de promover a captação de investimentos. Isso sem abrir mão de valores éticos, sociais, culturais, políticos e econômicos em sua atuação.

As vantagens da graduação em Gestão Financeira

Está aí se perguntando sobre o que um curso desses pode trazer de bom? Confira agora mesmo algumas das vantagens de fazer um tecnólogo em Gestão Financeira!

Especialização profissional

Como dissemos, a formação em uma área dá a você o status de profissional. Assim, em uma entrevista de emprego e na disputa por vagas no mercado, terá a vantagem do diploma, que passa o recado de que você realmente entende, em termos teóricos e práticos, de gestão financeira.

Rápida inserção no mercado

Como o tecnólogo tem menor duração, ele lança os profissionais no mercado rapidinho. É bem diferente de um bacharelado, em que você só é graduado depois de cerca de 4 ou 5 anos, dependendo da área.

Demanda por qualificação

Também já demos essa deixa: o mercado valoriza profissionais qualificados. Muita gente já passou pela situação de acumular algumas experiências diferentes: fez bicos, trabalhou no administrativo, foi para o comercial, mas não tem graduação. Isso deixa uma interrogação no ar durante as entrevistas, porque não se sabe ao certo em qual área você se dá melhor.

Conhecimentos da Administração

Quem cursa o bacharelado em Administração se gradua como administrador. Depois, para ganhar conhecimentos específicos, faz uma pós-graduação em finanças para se especializar. Já um tecnólogo em Gestão Financeira foca fortemente na área financeira, ganhando um tempo precioso.

As matérias do curso de Gestão Financeira

Mas atenção: não pense que esse pulo de etapas do tecnólogo significa uma formação fraca. Muito pelo contrário! Ao se dedicar a conhecimentos específicos, o aluno ganha muita expertise na área. Alguns temas gerais, fundamentais para um futuro bom gestor, também são vistos.

Cada faculdade tem sua própria grade curricular. Vale a pena pesquisar e encontrar aquela mais forte e adequada para seus interesses. Para ter uma ideia, confira algumas disciplinas vistas no tecnólogo em Gestão Financeira da UniNorte:

  • Comunicação;
  • Direito Empresarial;
  • Fundamentos de Administração e Economia;
  • Contabilidade Gerencial;
  • Empreendedorismo;
  • Gestão de Crédito, Cobrança e Risco;
  • Matemática Financeira;
  • Gestão Financeira e Orçamentária;
  • Macroeconomia;
  • Mercados Financeiros de Capitais;
  • Metodologia de Custos e Formação de Preço;
  • Análise de Viabilidade Econômico-financeira;
  • Controladoria;
  • Finanças de Longo Prazo;
  • Sistemas de Informações Gerenciais.

As áreas de atuação dessa profissão

Um gestor financeiro tem um campo bem vasto de opções. Afinal de contas, toda empresa precisa de finanças fortes se quiser crescer e ganhar espaço no mercado, não é mesmo? Assim, é possível atuar na área contábil ou financeira de qualquer instituição pública ou privada, de todos os setores, desde indústria, comércio, serviços a ONGs.

As empresas de crédito e os estabelecimentos bancários são 2 segmentos que demandam muitos profissionais da área. Sem falar que também é possível fazer concursos, pois o tecnólogo também confere um diploma de nível superior, assim como o bacharelado e a licenciatura.

A rotina de trabalho de um gestor financeiro

Como gestor financeiro formado, você lida basicamente com as questões econômicas do negócio. Fazem parte das suas atividades:

  • realizar planejamentos de toda a rotina financeira;
  • acompanhar recebimentos e pagamentos;
  • analisar fluxos de caixa;
  • elaborar projeções de faturamento;
  • identificar melhorias no desempenho econômico-financeiro da empresa.

A empregabilidade na área financeira

A essa altura, você já deve ter percebido a importância do gestor financeiro para o sucesso de qualquer negócio, não é verdade? E fica ainda melhor: agora, com o avanço da tecnologia, há novos tipos de empresa surgindo o tempo todo!

Os bancos digitais, por exemplo, vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado. Esse é um tipo de negócio classificado como fintech, uma nova forma de atuação no mercado financeiro que surgiu graças às inovações tecnológicas.

Já viu que existem bancos exclusivamente digitais, sem agência? Neles, você baixa um aplicativo, se cadastra e já tem uma conta, podendo receber movimentação e investimentos! Grandes nomes desse mercado, como Nubank, Inter e Original, demandam muitos profissionais da área financeira em seus bastidores para fazer as empresas funcionarem.

Pode ter certeza: você vai encontrar um mercado aberto, com várias oportunidades de colocação profissional como estagiário, assistente, analista e até cargos de gestão.

A duração do curso superior

O grande lance do tecnólogo é olhar para quem tem pressa. Fazer um bacharelado também é bom e tem seu público-alvo: quem dispõe de tempo! Se você já teve suas primeiras experiências de trabalho ou quer se graduar rápido para começar a trabalhar logo, precisa olhar com atenção para os cursos de menor duração.

Na UniNorte, o curso de Gestão Financeira dura apenas 2 anos. É isso mesmo: rapidinho você está graduado! E o melhor é que pode optar por horários matutinos e noturnos, de acordo com o que ficar melhor para sua rotina.

Tanto o curso de Gestão Financeira como outros ramos da Administração são excelentes opções de graduação como tecnólogo. Faça a escolha pensando no seu perfil e na sua vocação. Invista no seu futuro, sem perder tempo!

Ainda tem dúvidas sobre os tipos de curso superior e as diferenças entre eles? Saiba como funcionam o bacharelado, o tecnólogo e a licenciatura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This